22 agosto, 2010

Literalmente falando.

Era incrível mas ele amava todos os maiores defeitos dela. Ela era ciumenta, estúpida, teimosa, inconseqüente... E mesmo assim, todo dia ele a abraçava e dizia-lhe "Eu te amo, branca". 

Após uma longa discussão sobre o que sentiam, ela finalmente o perguntou: "Porque me amas, afinal?". Ele não pensou e disparou "Porque eu amo a maneira que você me acorda... E eu adoro todas as suas teorias malucas e o jeito que você argumenta... Também adoro ver você dormindo! Ah, e morro de rir com seu jeito maluco de ser... Amo o seu cheiro, sua pele, seus beijos, sua preocupação excessiva e linda.... Eu amo você porque você é você, branca! Será que isso é o bastante?"

Em seguida nenhuma palavra foi dita, só houve um rápido movimento. Quando ele deu por si, ela já estava nos seus braços o beijando por toda a face e sussurrando tudo o que ele sempre sonhara ouvir. 


Um comentário:

Christine Wengrzynek disse...

Que lindo isso gente *-* Sério, muito perfeito, é tão bom amar alguém apenas por amar, com seus defeitos e qualidades, tendo a certeza de que isso não vai mudar com o tempo, porque não se tem um motivo exato para amar. *-*


http://cgw-sonhoperdido.blogspot.com/